Arquivo diário Abril 4, 2022

***Bodas de Ouro***

Neste domingo, dia 3 de Abril, na nossa Eucaristia Paroquial na Cripta, foram benzidas as alianças de bodas de ouro dos nossos amigos Dinora e Graciano Costa. Casaram num dia de Páscoa em Tabuaço há cinquenta anos e neste domingo celebraram este ouro de uma vida a dois, no seio da comunidade. Um dos filhos leu a primeira leitura, uma nora a segunda e a outra nora cantou o Salmo responsorial. Os netos acolitaram e entregaram as alianças. Na procissão da entrada, tomou parte uma jovem transportando a cruz jmj com mais um puzle colocado. Já começa a ganhar corpo e cor. Durante a semana constituiu-se o COP (Comité organizador paroquial) que irá ter um papel muito importante na preparação das JMJ, na formação dos nossos jovens e no acolhimento aos que vierem de outros países.

*** A CEIA JUDAICA ***

Neste sábado à noite, realizámos a nossa Ceia Judaica. Tem sido uma iniciativa do Grupo de Casais, que em cada ano convida outro grupo da Paróquia e neste ano foram convidados os Vicentinos da Conferência e os seminaristas vicentinos do Amial. A Ceia judaica é a reprodução orante de uma ceia pascal como os judeus realizam cada ano e recorda a Última Ceia de Jesus, na qual instituiu a Eucaristia. É um momento forte de catequese, de oração, de memória eucarística e de convívio. Os cordeiros foram criados nas colinas da margem esquerda do Tâmega (vindos de Vila Verde da Raia), bem temperados pela D. Odete e D. Ermelinda e bem confeccionado e servida pelas senhoras do Grupo de casais. Estavam deliciosos. As sobremesas trazidas pelos participantes eram variadas e tudo bem regado com vinhos de de mesa, moscatel e fino de São João da Pesqueira.

* Peregrinação Nacional a Fátima *

Neste Sábado, 2 de Abril a Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP) realizou a sua habitual Peregrinação a Fátima após o interregno de dois anos de pandemia. Neste ano foi um dia. Houve missa na Basílica da Santíssima Trindade às 11 h, às 14,30 h Concentração na Cruz Alta, às 15 h Saudação a Maria, na Capelinha e às 16 h a Assembleia no Paulo VI. O orador principal foi o António José (TóZé) Clemente e a meditação esteve a cargo do P. José Alves em substituição do P. Nélio, Visitador. O Porto esteve bastante bem representado e apesar de ser só um dia, houve uma forte adesão nacional contabilizando mais de 1600 pessoas.